Casa dos Brejos da Carregueira

Em obra

Desenvolver um projecto para uma casa cujo fim é exclusivo para estadia em tempo de férias, desafiou-nos a procurar desenvolver um conceito espacial e programático que refletisse essa especificidade. Procurámos entender aquilo que poderiam ser as qualidades inerentes a uma casa de férias… e focámo-nos em algumas características que nos pareceram essenciais – uma organização espacial interior que permitisse uma forte convivência entre os seus utilizadores, uma relação muito próxima com o exterior e uma atmosfera que revivesse a morfologia das casas tradicionais portuguesas no campo. Assim a nossa proposta, resultou num diálogo inusitado entre o moderno e o tradicional.

No exterior procurámos desenvolver uma linguagem que fosse marcadamente contemporânea, com formas puras e simples, explorando a relação entre dois volumes rectangulares com volumetrias distintas, a partir dos quais a casa se desenvolve no seu interior. Esses volumes modernos ocultam, contudo, um interior que explora uma espacialidade que tira proveito dos telhados de duas águas, tão característicos das casas de campo tradicionais. No entanto, apesar de uma linguagem moderna, mas elegante, dotámos o exterior de materialidades que também exploram o lado mais artesanal das casas de campo, através do uso de madeira nas portadas e caixilharias, assim como do tijolo cerâmico na cor branca. Há assim uma relação de harmonia entre aquela que é uma herança da arquitectura popular tradicional e o paradigma actual da arquitectura.

Da nossa autoria:

  • Arquitectura, Design de Interiores

Localização:

  • Brejos da Carregueira, Alcácer do Sal, Portugal

Início / Conclusão:

  • Outubro 2017 / em obra

Área do projecto:

  • 598 m²

Cliente:

  • Boa Hora, Société Civile Immobilière

Empreiteiro:

  • Fernando Pedreiro, Construção Civil, Lda.